Os Axiomas de Zurique

May 28, 2017

A primeira coisa que se aprende de verdade quando se fala em finanças pessoais é que tudo é especulação. Isso você aprende em um livrinho que li há muito tempo atrás. Li vários desses de finanças na minha “fase investidor”, antes de programar para o mercado financeiro, mas o inesperadamente mais útil de todos, que li e reli incontáveis vezes, foi Axiomas de Zurique. E ele é um livrinho pequeno, de bolso e de ficção, que conta alguns causos divertidos e joga algumas noções que vão contra tudo e contra todos os conselhos mais reafirmados de toda a história de Wall Street. No entanto, são geralmente esses conselhos que fazem mais sentido na hora que os sinos dobram. Aqui vai a lista dos axiomas, em um parágrafo só, zipado, concentrado e poderoso:

  • Preocupação não é doença, mas sinal de saúde. Se você não está preocupado, não está arriscando o bastante.
  • Realize o lucro sempre cedo demais.
  • Quando o barco começar a afundar, não reze. Abandone-o.
  • O comportamento do ser humano não é previsível. Desconfio de quem afirmar que conhece uma nesga que seja do futuro.
  • Até começar a parecer ordem, o caos não é perigoso.
  • Só se pode confiar num palpite que possa ser explicado.
  • É improvável que entre os desígnios de Deus para o Universo se inclua o de fazer você ficar rico.
  • Otimismo significa esperar o melhor, mas confiança significa saber como se lidará com o pior. Jamais faça uma jogada por otimismo apenas.
  • Fuja da opinião da maioria. Provavelmente está errada.
  • Se não deu certo da primeira vez, esqueça.
  • Planejamentos a longo prazo geram a perigosa crença de que o futuro está sob controle. É importante jamais levar muito a sério os seus planos a longo prazo, nem os de quem quer que seja.
Os Axiomas de Zurique, by Wanderley Caloni. 2017-05-28.