O Café

2020-01-17, 442 words, 3 minutes

Começa com o ritual na infância de mergulhar o pão com margarina na combinação perfeita entre café, leite e açúcar. Termina na degustação de um cold brew passado há 16 horas, sem leite, nem açúcar. O café pode ser experimentado das mais diversas formas e ele possui diversos efeitos no organismo.

A primeira função do café na vida do programador é te manter acordado, mas há, também, o ritual de socialização, com o famoso cantinho do café para conversas aleatórias, usado em algum(ns) momento(s) do dia quando havia um sincronismo de threads entre os colegas e todos iam à mesinha com copos descartáveis, um copo de vidro com colherzinhas, o açucareiro e aquela garrafa térmica com o tamanho proporcional ao tamanho da equipe. Os assuntos giravam em torno de travamentos, crashes, erros na instalação, criptografia. O café rega assuntos difíceis para forjar programadores que se tornariam a base de conhecimento de muitos projetos e empresas.

A cafeína, presente naturalmente no café, dá um boost na produtividade, mas apenas enquanto bebemos cada vez mais café. Isso porque, como todo sistema biológico, ele tende a se auto-regular com o passar do tempo. Bioquimicamente falando, a presença de cafeína no organismo inibe a ação de neurotransmissores que avisam determinados órgãos que é hora de relaxar um pouco, o que evita, por exemplo, forçar demais o coração, a pressão arterial e até regular a temperatura do corpo! Resumidadmente, o corpo produz cada vez mais neurotransmissores para compensar a presença de cafeína, e por isso, ao pararmos de tomar café, o efeito geralmente é o contrário: ficamos mais cansados e com sono rapidamente.

O aroma e o sabor do café são combinações entre as moléculas presentes por toda a vida da planta – sua variedade, a terra de plantio, a época da colheita – e sua intensidade e amargor podem ser reguladas através da torra, processo onde o fruto do café é secado ao sol e depois queimado em um forno. Quanto mais fresco o grão mais intenso seus aromas e sabores, e cada tipo de extração – coador de papel ou de pano, prensa italiana, prensa francesa, espresso, aeropress – irá através da passagem da água quente extrair essas moléculas em proporções distintas. A temperatura da água influencia tanto quanto o tempo de infusão, a quantidade de pó e o nível de moagem – fino, grosso, médio.

Após extraído o café pode ser combinado com leite, açúcar e outras especiarias. O leite irá balancear a acidez e o amargor, além de adicionar textura, principalmente em forma de creme. O açúcar irá regular o doce, mas se usado em demasia irá exagerar o amargor final da bebida.

O Café. Informações importantes sobre o café como bebida e como estimulante. Tags: food. Publicado em 2020-01-17. Quer colaborar?