Category: blog

The Photoplay

Aug 27, 2018 blog

The Photoplay, A Psychological Study, é considerado o primeiro livro que levou a sério a linguagem cinematográfica como uma nova forma de arte. Ele realiza duas manobras interessantíssimas para a época: retira a impressão que Cinema é apenas um teatro para as massas e eleva as fotos em movimento como uma nova forma de estética que atinge seu status de arte justamente por se destacar do mundo. Hugo Münsterberg foi mais conhecido na área de psicologia aplicada, tendo escrito dezenas de livros na área.

Estrutura de Roteiro: Como Escrever um Livro, por Leonardo Bighi Lourenço

Jul 17, 2018 blog

Às vezes dá vontade de ler todos os livros sobre um assunto e fazer um apanhado de dicas em 50 páginas. Mas isso passa rápido depois que você percebe que vai perder alguns anos de sua vida. Leonardo Bighi Lourenço perdeu 3 anos de sua vida para nós, e nos apresenta todas aquelas teorias de 4 atos (ou 3, com o do meio dividido em dois (???)), seus pontos de virada, conflito, protagonista, antagonista, ponto de impacto… enfim, a pataquada toda.

Escrevendo Curtas, de L.G. Bayão

Jul 16, 2018 blog

Este é um livro curto, e sou fã de livros curtos. Porém, para um livro ser bom não basta ser curto. No seu pequeno conteúdo ele tem que ter algo a dizer. E o livro de L.G. Bayão tem, sim. Ele é um guia rápido e conciso que explica como não apenas curtas-metragens funcionam, mas como a indústria e linguagem cinematográficas funcionam na vida real, e de onde o curta é talvez o elemento mais basal e essencial para o começo (ou o final) de toda criação na sétima arte.

Por Dentro Do Roteiro, de Tom Stempel

Jul 15, 2018 blog

O livro de Tom Stempel, acadêmico e crítico cinematográfico, parece ter sido feito com um olho nos negócios e outro no entretenimento. Isso porque para Stempel o importante em um roteiro não é seguir uma estrutura estética agradável, nem mover a história em uma trama que te prenda, mas fazer os personagens serem tão reais que você os seguirá para onde quer que seja. Mesmo em um blockbuster. Isso é porque para ele Titanic, de James Cameron, não é um exemplo a ser seguido porque é, perdoe o trocadilho, superficial, ou os Episódios I, II e III da saga Star Wars são exemplos de roteiros ruins simplesmente porque não são escritos para convencer ninguém, mas apenas bater cartão no universo de George Lucas.

Argentina vs França e o Fim da Geração dos Autistas

Jul 1, 2018 blog

A tecnologia e o profissionalismo chegaram na copa em um nível nunca antes visto. Se compararmos com o que o atacante que fez o primeiro gol na primeira copa, o francês Lucien Laurent, notamos o abismo entre o ontem e o hoje do Planeta Futebol: Estávamos jogando contra o México e estava nevando, já que era inverno no hemisfério sul. Um dos meus companheiros de equipe recebeu a bola e eu segui seu caminho com cuidado, finalizando com meu pé direito.

2001: Uma Odisseia no Espaço (livro)

May 16, 2018 blog

Comprei este livro na Black Friday do ano passado da Amazon. Ou ganhei porque o prefeito de São Paulo é um retardado e ficou intimando essa empresa? Pra ser sincero não lembro mais. E não importa. O fato é que não sou muito de ler ficção. Quando começo a ler já desisto. Antes desse tentei Grande Sertão: Veredas. Mas talvez esteja lendo as coisas erradas. Gosto muito de sci-fi, e 2001 é um dos meus filmes prediletos.

Adivinhe: Roger Ebert

May 7, 2018 blog

Acha que conhece de cinema? E que tal tentar adivinhar por um punhado de palavras de um crítico sobre qual filme estamos falando? 1 If the audience ever started giggling at the sounds and tricks, the picture might collapse, because it’s entirely mechanical and impersonal. 2 Those who say it is too long have developed cinematic attention deficit disorder. I wanted these characters to live, talk, deceive, and scheme for hours and hours.

Pauline Kael: A Pior e Mais Ridícula Crítica de Todos os Tempos?

May 7, 2018 blog

Estava lendo um dos livros de Pauline Kael, uma das poucas coletâneas disponíveis dessa escritora que é considerada a melhor da história do Cinema, 5001 Nights at the Movies. Nesse livro em questão há resenhas rápidas que eram publicadas nos rodapés do jornal onde Kael escrevia. São texto curtos, de um parágrafo no máximo, mas que fluem, embora condensados em uma ou duas impressões no máximo sobre o filme analisado. Apesar de ser divertido de ler, falta textura, conteúdo, nesses recortes.

Standup de 98 de Seinfeld é melhor que último do Gervais (graças ao SJW)

Mar 18, 2018 blog

Comecei a assistir o último standup do Rick Gervais, Humanity, mas me cansei em menos de 10 minutos. Coloquei no último do Seinfeld e não consegui parar de ver. Ambos possuem quase a mesma duração de uma hora, mas Seinfeld possui ritmo, e Gervais, nervosismo. Por que isso? Porque Gervais é um maldito SJW. Eis o porquê. Ele segue uma tendência insuportável do século 21 de amar cachorros e odias humanos.

Apostas Oscar 2018 (com resultados)

Mar 5, 2018 blog

Resultado das apostas. Inspirado pelo meu amigo, vamos lá com alguns chutes de quem não sabe nada sobre Oscar (apenas que é um concurso de beleza capitalista): Writing Original Minha aposta: Get Out/Corra! (Jordan Peele). Explicação: A forma de dar prêmio por cota racial sem prejudicar melhor filme, etc (além de ser um ótimo roteiro). Quem ganhou: Corra! (That’s a Bingo!) Considerações finais: Ponto para a representatividade e a inventividade de Peele, reciclando o gênero.