Engenharia Reversa em Itajubá

Apr 17, 2012

Essa segunda (ontem, 16 de abril de 2012) foi dia da minha palestra na Unifei, parte do II Composium Unifei, que reúne diversos profissionais e suas especialidades para que estudantes vejam o quão útil pode ser o curso de engenharia.

Tive o prazer de conversar com diversos alunos após a palestra, e me animou muito saber que existem pessoas no mundo acadêmico considerando a possibilidade de escovar bits como um meio de vida. Espero que muitos pesquisem e testem seus conhecimentos em torno da arte da Engenharia Reversa e, em casos extremos, entrem em contato comigo, pois estarei feliz em responder dúvidas pontuais ou direcionar melhor o aprendizado.

O que eu aprendi durante o evento foi que a Unifei já é um polo de engenharia dedicada à formação completa dos seus alunos e uma base de pesquisas realmente interessantes. No entanto, eles querem mais, e me parece que o futuro reserva muitos desafios e conquistas naquela região no que diz respeito à P&D de novas tecnologias em um grau de maturidade que o país, infelizmente, ainda não foi capaz de atingir.

Tudo isso, contudo, depende do grupo dos focados professores e organizadores do evento, cuja companhia tive o privilégio de compartilhar. É preciso tirar o chapéu para o que estão fazendo em Itajubá. E preciso agradecer a Rodrigo Almeida pelo convite para a palestra; foi de fato uma experiência única conhecer o campus e a maravilhosa cidade mineira.

Como prometido

Resolvi juntar as duas apresentações e todo o material envolvido na palestra em um único pacotão, que pode ser baixado através deste linque.

Wanderley Caloni, 2012-04-17