Erro de compilação: funções muito novas na Win32 API
Wanderley Caloni, 2007-08-21

#programação

Quando fala-se em depuração geralmente o pensamento que vem é de um código que já foi compilado e está rodando em alguma outra máquina e gerando problemas não detectados nos testes de desenvolvedor. Mas nem sempre é assim. Depuração pode envolver problemas durante a própria compilação. Afinal de contas, se não está compilando, ou foi compilado errado, é porque já existem problemas antes mesmo da execução começar.

O fonte abaixo, por exemplo, envolve um detalhe que costuma atormentar alguns programadores, ou por falta de observação ou documentação (ou ambos).

#include <stdio.h>
#include <windows.h>

void main(void)
{
	typedef enum _COMPUTER_NAME_FORMAT
	{
		ComputerNameNetBIOS,
		ComputerNameDnsHostname,
		ComputerNameDnsDomain,
		ComputerNameDnsFullyQualified,
		ComputerNamePhysicalNetBIOS,
		ComputerNamePhysicalDnsHostname,
		ComputerNamePhysicalDnsDomain,
		ComputerNamePhysicalDnsFullyQualified,
		ComputerNameMax
	} COMPUTER_NAME_FORMAT;

	COMPUTER_NAME_FORMAT CF = ComputerNameDnsDomain;

	char szDomainName[MAX_COMPUTERNAME_LENGTH];

	DWORD dwSize = sizeof(szDomainName);

	//GetComputerName(szDomainName, &dwSize);
	GetComputerNameEx(CF, szDomainName, &dwSize);
} 

Tirando o fato que o retorno void não é mais um protótipo padrão da função main e que a definição da enumeração COMPUTER_NAME_FORMAT dentro da função main é no mínimo suspeita, podemos testar a compilação e verificar que existe exatamente um erro grave neste fonte:

<strong>cl getcomputername.cpp
getcomputername.cpp(26) : error C3861: 'GetComputerNameEx': identifier not found</strong>

A função GetComputerNameEx parece não ter sido definida, apesar de estarmos incluindo o header windows.h, que é o pedido pela documentação do MSDN:

Requirements

Client Server Header Library DLL Unicode
Requires Windows Vista, Windows XP, or Windows 2000 Professional.
Requires Windows Server 2008, Windows Server 2003, or Windows 2000 Server.
Declared in Winbase.h; include Windows.h.
Use Kernel32.lib.
Requires Kernel32.dll.
Implemented as **GetComputerNameExW** (Unicode) and **GetComputerNameExA** (ANSI).

Esse tipo de problema acontece na maioria das vezes por dois motivos:

  1. o header responsável não foi incluído (não é o caso, como vimos),

  2. é necessário especificar a versão mínima do sistema operacional.

De fato, se criarmos coragem e abrirmos o arquivo winbase.h, que é onde a função é definida de fato, e procurarmos pela função GetComputerNameEx encontramos a seguinte condição:

#if (_WIN32_WINNT >= 0x0500)

typedef enum _COMPUTER_NAME_FORMAT {
    ComputerNameNetBIOS,
    ComputerNameDnsHostname,
    ComputerNameDnsDomain,
    ComputerNameDnsFullyQualified,
    ComputerNamePhysicalNetBIOS,
    ComputerNamePhysicalDnsHostname,
    ComputerNamePhysicalDnsDomain,
    ComputerNamePhysicalDnsFullyQualified,
    ComputerNameMax
} COMPUTER_NAME_FORMAT ;

WINBASEAPI
BOOL
WINAPI
GetComputerNameExA (
    __in    COMPUTER_NAME_FORMAT NameType,
    __out_ecount_part_opt(*nSize, *nSize + 1) LPSTR lpBuffer,
    __inout LPDWORD nSize
    );
WINBASEAPI
BOOL
WINAPI
GetComputerNameExW (
    __in    COMPUTER_NAME_FORMAT NameType,
    __out_ecount_part_opt(*nSize, *nSize + 1) LPWSTR lpBuffer,
    __inout LPDWORD nSize
    );
#ifdef UNICODE
#define GetComputerNameEx  GetComputerNameExW
#else
#define GetComputerNameEx  GetComputerNameExA
#endif // !UNICODE

//...

#endif // _WIN32_WINNT
 

Ou seja, para que essa função seja visível a quem inclui o windows.h, é necessário antes definir que a versão mínima do Windows será a 0x0500, ou seja, Windows 2000 (vulgo Windows 5.0). Aliás, é como aparece na documentação. Um pouco de observação nesse caso seria o suficiente para resolver o caso, já que tanto abrindo o header quanto olhando no exemplo do MSDN nos levaria a crer que é necessário definir essa macro:

#define _WIN32_WINNT 0x0500

#include <windows.h>
#include <stdio.h>
#include <tchar.h>

void _tmain(void)
{
	TCHAR buffer[256] = TEXT("");
	TCHAR szDescription[8][32] = {TEXT("NetBIOS"), 
	TEXT("DNS hostname"), 
	TEXT("DNS domain"), 
	TEXT("DNS fully-qualified"), 
	TEXT("Physical NetBIOS"), 
	TEXT("Physical DNS hostname"), 
	TEXT("Physical DNS domain"), 
	TEXT("Physical DNS fully-qualified")};
	int cnf = 0;
	DWORD dwSize = sizeof(buffer);

	for( cnf = 0; cnf < ComputerNameMax; cnf++ )
	{
		if (!GetComputerNameEx( (COMPUTER_NAME_FORMAT)cnf, buffer, &dwSize) )
		{
			_tprintf(TEXT("GetComputerNameEx failed (%d)\n"),
			GetLastError());
			return;
		}
			else _tprintf(TEXT("%s: %s\n"), szDescription[cnf], buffer);

		dwSize = sizeof(buffer);
		ZeroMemory(buffer, dwSize);
	}
} 

Outra observação que poderia ter ajudado na hora de codificar seria dar uma olhada no que os caras escrevem na seção de advertências (remarks) _da documentação:_

To compile an application that uses this function, define the _WIN32_WINNT macro as 0x0500 or later. For more information, see Using the Windows Headers.

Podemos também notar pela definição do COMPUTER_NAME_FORMAT dentro do main que o código estava no meio do caminho de cometer um sacrilégio: declarar funções e estruturas que já estão definidas nos headers da API. Portanto, se você já encontrou algum código parecido com esse, é hora de colocar em prática algumas teorias de refactoring.