Seleção de Filmes da 43a. #mostrasp.

2019-10-07

Foi divulgada a lista dos filmes para a mostra desse ano. Já conheço alguns diretores por filmes anteriores.

  • Abel Ferrara (filmes nessa Mostra: O Projectionista) dirigiu o “abominável” Bem-Vindo a Nova York, um estudo de personagem com Gérard Depardieu.
  • Ale McHaddo (filmes nessa Mostra: Osmar a Primeira Fatia do Pão de Forma) iniciou no cinema com uma animação tosquinha chamada BugiGangue no Espaço, baseada em DVD educacional.
  • Aly Muritiba (filmes nessa Mostra: Irmãos Freitas) era um ex-agente penitenciário que virou diretor; é dele o sensacional Para Minha Amada Morta e ele volta a revisitar sua antiga profissão no ótimo A Gente.
  • Beto Brant (filmes nessa Mostra: O Invasor) é o diretor de O Invasor, um filme catártico da época do renascimento do cinema brasileiro. Vale o ingresso.
  • Caco Ciocler (filmes nessa Mostra: Partida) atuou em 2 Coelhos, filme-referência nacional em edição de um filme dinâmico com plot twists como diversão, e agora estreia na direção.
  • Daniel Rezende (filmes nessa Mostra: Turma da Mônica: Laços) é o editor premiado de Cidade de Deus e já tem dois trabalhos na direção; na mostra será exibida a adaptação dos quadrinhos da Turma da Mônica.
  • Daniela Thomas (filmes nessa Mostra: Tuã Ingugu (Olhos d’Água) é diretora brasileira, chegando a fazer um curta para Paris Te Amo.
  • Fatih Akin (filmes nessa Mostra: Contra a Parede) é o diretor alemão do ótimo thriller intimista Em Pedaços, com Diane Kruger.
  • Fernando Grostein Andrade (filmes nessa Mostra: Abe, Encarcerados) é o diretor de documentário sobre a maconha, o internacional Quebrando o Tabu.
  • Gavin Hood (filmes nessa Mostra: Segredos Oficiais) é diretor da questionável adaptação do livro Ender’s Game.
  • Heitor Dhalia (filmes nessa Mostra: Anna) é o diretor do excelente O Cheiro do Ralo, com Selton Mello.
  • Ira Sachs (filmes nessa Mostra: Frankie) é diretor de um romance/drama sobre dois homossexuais de meia-idade bacana chamado O Amor é Estranho.
  • Julia Rezende (filmes nessa Mostra: Depois a Louca Sou Eu) dirigiu uma vergonha alheia chamada Como é Cruel Viver Assim, um dos tantos projetos financiados pela Ancine para mostrar as injustiças do mundo, adaptado de uma peça de Fernando Ceylão.
  • Luc Dardenne (filmes nessa Mostra: O Jovem Ahmed) é o diretor de um drama que estuda uma personagem descobrindo sua humanidade em A Garota Desconhecida.
  • Mania Akbari (filmes nessa Mostra: Uma Lua Para Meu Pai) é a atriz do filme de Abbas Kiarostami que se passa totalmente em um carro, Dez; na mostra um de seus filmes como diretora será exibido.
  • Margarethe von Trotta (filmes nessa Mostra: As Mulheres da Rosenstrasse) é a diretora do interessante O Mundo Fora do Lugar, sobre abuso psicológico.
  • Maria Ribeiro (filmes nessa Mostra: Outubro), a atriz (você vai lembrar dela como esposa do Capitão Nascimento em Tropa de Elite) que virou diretora com o ótimo documentário Domingos, chega em novo filme, Outubro.
  • Mohsen Makhmalbaf (filmes nessa Mostra: Margue e Sua Mãe) é o diretor iraniano do curioso e revelador O Voto é Secreto.
  • Paulo Caldas (filmes nessa Mostra: Abismo Tropical, Flores do Cárcere) é diretor do brega País do Desejo, com Fábio Assunção (você deve lembrar dele de algumas baladas de sexta à noite).
  • Robert Eggers (filmes nessa Mostra: O Farol) é diretor do terror tenso e premiado A Bruxa.
  • Roschdy Zem (filmes nessa Mostra: Persona Non Grata) é diretor do drama histórico sobre racismo em Chocolate
  • Yorgos Lanthimos (filmes nessa Mostra: Nimic) é o diretor premiado ano passado pelo espetacular A Favorita, e que chega com novo filme Nimic.
Seleção de Filmes da 43a. #mostrasp.. Batendo a seleção de diretores com os textos já disponíveis. Categoria: blog. Publicado em 2019-10-07. Quer colaborar?