A Minha Versão do Amor

Caloni, April 27, 2011

External image

Paul Giamatti é uma das melhores surpresas que se poderia esperar desse início de século para o cinema. Sempre envolvido em história no mínimo curiosas (Sideways) e em no máximo transcendentais (Sinédoque), temos aqui um conjunto das duas coisas espelhadas em um personagem desde os primeiros minutos de projeção que nos fascina pela sua mente conturbada e sua alma acuada, tão humano quanto qualquer um de nós foi em um dado período da vida.

Reparem na lentidão interpretada de Giamatti conforme os anos vão se passando, por exemplo - e são muitos! o filme estabelece uma cronologia, quase sem cortes, de mais de 30 anos -, ou, conforme suas bebedeiras o tornam mais sonolento, o que pode ser sentido em sua expressão de dor interna.

A economia narrativa do final acaba superando o do próprio filme, quando vemos Barney, em seus últimos momentos, contemplando no mesmo cenário os acontecimentos que irão fazer com que ele entenda, mesmo com a já muito debilitada mente, o que ocorreu naquele fatídico dia.

Para os que acham que o filme é lento e contém partes desnecessárias de sua história que nada contribuem para o último e derradeiro relacionamento de Barney, sugiro assistirem de novo, mas dessa vez enfocando em como é possível que um ser humano se dedique tanto a conseguir algo por tanto tempo, e o que fez desse homem um ser tão obstinado por algo? Então verá que cada elemento da história inicial compõe a psique do protagonista, o que nos faz entender suas ações antes mesmo que ele as pratique. A montagem desse mosaico que aos poucos se fecha ganha uma dramaticidade justamente por isso.

A Minha Versão do Amor ● A Minha Versão do Amor. Barney's Version (Canada, 2010). Dirigido por Richard J. Lewis. Escrito por Mordecai Richler, Michael Konyves. Com Paul Giamatti, Macha Grenon, Paul Gross, Atom Egoyan, Mark Camacho, David Pryde, Paula Jean Hixson, Mark Addy, Scott Speedman. ● Nota: 5/5. Categoria: movies. Publicado em 2011-04-27. Texto escrito por Caloni. Quer comentar?