A Queda! As Últimas Horas de Hitler

Caloni, June 12, 2011

External image

A proposta de evitar criar-se um microcosmos do ambiente onde Hitler passou seus últimos dias, enclausurado em um bunker com seu alto escalão e suas pessoas mais próximas, é digno de nota, pois, no decorrer da projeção, temos a sensação que muitas coisas estão acontecendo com o povo da Alemanha, não apenas em suas crescentes baixas de exércitos e civis, mas, principalmente, em sua moral.

Retratando o período desde a invasão de Berlim pelo exército russo até a rendição oficial da Alemanha, enxergamos a resistência, quase inexistente, através de uma fotografia pálida e uma câmera tensa, que não consegue se controlar. A movimentação dos personagens pelos corredores apertados do bunker contribui excepcionalmente para essa atmosfera de desorientação por qual passamos, nunca certos do que pode acontecer no próximo momento, sempre a ouvir os tiros e explosões dos ataques a poucos quilômetros de distância.

Quase ignorando o lado do inimigo vencedor, o filme se foca principalmente nas pessoas, civis ou não, que estão testemunhando os últimos momentos de uma política militar que, segundo seu próprio delírio, existiria para sempre, ou mais, seria a única maneira decente de viver para o povo germânico.

Dentro dessa ótica surreal é possível entender a desilusão nos olhos das crianças, e a crença inesgotável das pessoas na fé de seu líder, inabalável até o último segundo, mérito incontestável de Bruno Ganz, que aqui constrói um Hitler renascido das cinzas e do deboche de toda uma geração que abominou o saldo horrorizante da Segunda Grande Guerra.

A Queda! As Últimas Horas de Hitler ● A Queda! As Últimas Horas de Hitler. Der Untergang (Germany, 2004). Dirigido por Oliver Hirschbiegel. Escrito por Bernd Eichinger, Joachim Fest, Traudl Junge, Melissa Müller. Com Bruno Ganz, Alexandra Maria Lara, Corinna Harfouch, Ulrich Matthes, Juliane Köhler, Heino Ferch, Christian Berkel, Matthias Habich, Thomas Kretschmann. ● Nota: 4/5. Categoria: movies. Publicado em 2011-06-12. Texto escrito por Caloni. Quer comentar?