Alemanha, Ano Zero

Caloni, May 24, 2019

External image

Este é o último filme da trilogia neorrealista sobre a segunda guerra do cineasta Roberto Rossellini, o diretor que seduziu meio mundo e engravidou a atriz Ingmar Bergman, dando origem a outra atriz, Isabela Rosselini. Depois desse babado talvez você não queira mais saber do filme.

Mas ele é bom. Muito bom. É em preto e branco, filmado em 1948 em meio às ruínas de uma Alemanha que acabou de perder a guerra. Há pouca comida. Há pouco trabalho. A esperança repousa em um jovem de 13 anos que vive com sua família na cozinha de outra família. Seu pai está enfermo, seu irmão, ex-soldado, se esconde do recém movimento anti-nazista, e sua irmã sai à noite na gandaia para conseguir cigarros, a moeda corrente.

Rossellini descreve a situação daquelas pessoas da mesma forma que dirige: de maneira fluida, passeando pelos aposentos com sua câmera. Os diálogos expõem a política, a economia e História está sendo registrada em um filme que é uma mistura entre ficção e documentário, mas infelizmente é mais documentário que mera ficção, e digo infelizmente porque muitas crianças sofreram aquela época, e viveram tendo como horizonte fachadas de prédios destruídos e pessoas de caráter destroçado pela guerra.

Seu herói, Edmund, é assediado de todos os lados. Ele não consegue emprego cavando covas porque é novo demais. Ele é enganado no mercado negro tentando vender a balança da irmã. Ele não sabe o que fazer, é uma criança, e adota como instruções e valores que aqueles adultos famintos e cansados têm a dizer sobre a vida. Não a melhor das inspirações, posso dizer.

Este é um filme mal cuidado, seu DVD distribuído no Brasil está em péssimas condições, e arrisco dizer que versões digitais pela internet não mudam muito. Mas se fazia cinema no pós-guerra, em meio a miséria e sofrimento, e isso não foi importante naquela época. Pois é agora, com esse registro pesado da realidade. Uma lição que nehhum filme terá hoje em dia com esse impacto, simplesmente porque é real.

Alemanha, Ano Zero ● Germania anno zero. Itália, França, Alemanha, 1948. Dirigido e escrito por Roberto Rossellini (diálogos); a versão italiana é de Sergio Amidei. Baseado na ideia de Basilio Franchina. Com Edmund Moeschke, Ernst Pittschau, Ingetraud Hinze. ● Nota: 4/5. Categoria: movies. Publicado em 2019-05-24. Texto escrito por Caloni. Quer comentar?