Colette

Caloni, December 26, 2018

External image

Colette é uma tentativa de fazer justiça a respeito das obras entituladas Claudine, escritas pela escritora ganhadora do prêmio Nobel (e famosa pelo romance “Gigi”), mas com os créditos dados ao seu marido Willy, na época um famoso crítico e escritor. Se trata de uma biografia burocrática, que descreve acontecimentos sem paixão, apenas se detendo no que mais chama a atenção do público: as relações extra-conjugais do casal.

Aliado a uma trilha sonora que tenta constantemente nos manter tensos frente ao que vemos na tela, o filme nos entrega uma Keira Knightley completamente clichê e alheia, sem a leveza e a doçura vistas em Orgulho e Preconceito nem a sensualidade dela em Apenas uma Noite, e felizmente nada da bizarrice que encontramos em Um Método Perigoso. Knightley não possui liberdade o suficiente em uma direção que se concentra demais na biografia e deixa em segundo plano seus personagens.

Ainda assim, a figura intensamente canastrona de Willy é uma diversão entregue quase que naturalmente por Dominic West, que está muito mais à vontade na época e nos trejeitos. O casal juntos irão se aventurar por um relacionamento nada convencional que envolve compartilhamento de amantes (femininas) e roubo de autoria dos primeiros livros de Colette.

Pela história de roubo de autoria o filme nos faz lembrar de outra biografia, Grandes Olhos, onde o repulsivo personagem interpretado por Christopher Waltz rouba a autoria dos quadros impressionistas de sua amada/vítima, interpretada por Amy Adams. Nesse filme, a despeito de ser dirigido de maneira insossa por Tim Burton o resultado é levemente superior graças à atuação conjunta. Knightley talvez aqui não tenha sido uma boa escolha.

De brinde o filme entrega um outro interesse amoroso, a Marquise de Belbeuf, ou “Missy”, que de caricatura histórica andrógina passa por um tratamento contemporâneo para ser menos chocante para o grande público. Aliás, todo o filme parece ter sido sanitizado e transformado em uma versão “segura” o suficiente para chocar na medida certa. O que é um pouco insatisfatório para a história de uma escritora que desafiava costumes.

Colette ● Colette. Escrito por Richard Glatzer, Wash Westmoreland, Rebecca Lenkiewicz baseados em uma estória por Glatzer. Dirigido por Wash Westmoreland. Com Keira Knightley como Colette, Dominic West como seu marido Willy. ● Nota: 3/5. Categoria: movies. Publicado em 2018-12-26. Texto escrito por Caloni. Quer comentar?