Diario de Uma Busca

Caloni, August 29, 2011

External image

Assistir a filmes constantemente e por muito tempo te dá, aos poucos, a capacidade de discernir a linguagem de cada autor e, o que eu acho mais interessante de tudo, extrair as técnicas usadas de forma inconsciente, apenas deixando fluir a percepção comum de um espectador assistindo a uma sessão de cinema. É uma sensação meio que mágica.

No caso desse documentário de Flavia Castro, que mostra, ao estilo road movie, sua pesquisa pela história do pai, reacionário ativo da época das ditaduras da América do Sul, é visível sua preocupação em tornar o filme o mais fluido possível e ao mesmo tempo resgatar a memória do pai através do depoimento de pessoas que conviveram com Celso Afonso Gay de Castro, no melhor estilo Cidadão Kane com reality show.

Ordenando de forma competente a ordem dos eventos, os depoimentos, se não necessariamente espontâneos, alcançam esteticamente uma história gostosa de acompanhar, pois há um recorte de narrativas cronológicas que nos permitem entender um pouco de como era a vida dos revolucionários na época, e isso se fortalece ainda mais com a escolha inteligente das músicas que dão o tom nos momentos certos para prolongar essa atmosfera nostálgica para cada período na vida de Celso Castro e todos que o acompanhavam.

Não contente em ficar só nisso, o filme ganha ares investigativos quando, em determinado momento, começa a viajar pelos lugares que o pai esteve e a visitar as casas onde ele morava, momentos esses que só tem a acrescentar à nossa própria experiência com o filme, e Castro consegue ainda obter os melhores recortes visuais, como a visão da janela de um avisão indo para o Chile, ou ao mostrar a Torre Eifel apenas pela foto amarelada de quando era adolescente.

Ao mesmo tempo evocando o lado investigativo por parte de sua misteriosa morte, ocorrida em um apartamento em Porto Alegre durante um suposto assalto (e julgado, talvez erroneamente, como suicídio), a realizadora utiliza técnicas criativas e curiosas para mostrar notícias da época através de recortes de jornais e fotos, utilizando ao mesmo tempo uma montagem ritmada, zoom, foco e iluminação que apresentam um misto de urgência e passado.

O documentário de Castro estreia em uma época que parece tentar evocar o desejo das pessoas de cada vez mais resgatar esse passado manchado, mais pelas pessoas que participaram dele do que pela visão histórica. E é isso que Flavia Castro consegue, de maneira simples e ao mesmo tempo intimista, não se aprodundando muito nas questões macro-políticas da época, sempre mantendo o control ligado no enfoque humano. O resultado, se não brilhante, é mais que satisfatório.

Diario de Uma Busca ● Diario de Uma Busca. Diario de Uma Busca (France, 2010). Dirigido por Flavia Castro. Escrito por Flavia Castro. ● Nota: 3/5. Categoria: movies. Publicado em 2011-08-29. Texto escrito por Caloni. Quer comentar?