Dias Vazios

Caloni, May 6, 2019

External image

Dias Vazios repousa na mesmice narrativa da metalinguagem e na filosofia de boteco de Nietzsche, aquele cara que ficou pop por causa do Super-Homem, e não aquela baboseira de que Deus está morto. O resultado no filme é mais imaginativo que coerente, mas diverte moderadamente, assim como todo jogo de metalinguagem. O diretor Bruno Almeida captura com certa competência o marasmo da “Província de Silvana, no Centro-Oeste do Brasil” (assim Daniel nos introduz ao local da ação em seu livro). Se entendermos que estes são os delírios adolescentes de um jovem escritor fica mais palatável de assistir, mesmo que esteja claro que de tantas referências essa história não irá conseguir extrair algo além da experiência da escrita de um livro sobre a própria vida. O que esperar de adolescentes depressivos?

Dias Vazios ● Dias Vazios (Brasil, 2018), escrito por Robney Bruno Almeida, dirigido por Robney Bruno Almeida, com Arthur Avila, Natália Dantas, Vinícius Queiroz, Carla Ribas, Nayara Tavares. ● Nota: 3/5. Categoria: movies. Visto em cabine de imprensa pelo cinemaqui. Publicado em 2019-05-06. Texto escrito por Caloni. O texto de estreia será publicado no CinemAqui. Quer comentar?