Happy Feet 2 O Pinguim

Caloni, December 4, 2011

External image

Era de se esperar uma queda básica na qualidade narrativa do original Happy Feet, de 2006. Na época pegando carona no belíssimo documentário do ano passado, A Marcha dos Pinguins, o filme traçava um paralelo do que aconteceria se um dos filhotes da espécie apresentasse uma característica… inusitada. No caso, todos os pinguins da raça Imperador são exímios cantadores, enquanto o filhote diferente gostava de sapatear. Ambas as características suportaram números de encher os olhos e os ouvidos, com performances de cair o queixo, com destaque absoluto para Somebody to Love (Queen).

Aqui a dança muda um pouco. É indiscutível a qualidade gráfica dos pinguins, como já era 5 anos atrás, mas agora dois novos componentes da “fauna” antártica merecem o destaque absoluto: Will e Bill, dois espécimes de Krill: desde a textura até os movimentos dos olhos, tudo é perfeito nesses dois, que combinam suas cores com o fundo do mar gelado de maneira absolutamente natural e, de certa foram, poética.

O filme começa bem, ressaltando a importância do ecossistema como um todo, com todas as espécies se ajudando entre si, mesmo que pelas leis do acaso. O ponto forte é a questão filosófica dos Krill, que se perguntam se existe algo além do “cardume” (eles vivem no meio de uma massa incontável de irmãos vagando pelos mares glaciais). O final encontra a rima final de maneira satisfatória, quando vemos a melhor performance musical mais emocionante do filme (sem maiores detalhes).

Já o problema do longa se instaura no seu meio, seu desenvolvimento. Nunca conseguindo focar em um tema específico, o drama principal dos pinguins presos entre as geleiras fica esmaecido, quase esquecido em alguns momentos, pois não existe ritmo ou até mesmo coerência em contar essa história, dando maior importância às brincadeiras visuais (que funcionam metade do tempo) e falas completamente descartáveis (nem a antes figura carismática de Ramon consegue salvar).

Porém, esse deve ser o filme que vai impressionar mais as plateias pela maneira impecável que ele junta suas duas pontas extremas, mesmo se despreocupando totalmente em como desenvolvê-las de maneira no mínimo interessante.

Happy Feet 2 O Pinguim ● Happy Feet 2 O Pinguim. Happy Feet Two (Australia, 2011). Dirigido por George Miller, Gary Eck, David Peers. Escrito por George Miller, Gary Eck, Warren Coleman, Paul Livingston, Warren Coleman, John Collee, George Miller, Judy Morris. Com Carlos Alazraqui, Lombardo Boyar, Jeffrey Garcia, Johnny A. Sanchez, Sofía Vergara, Robin Williams, Elijah Wood, Pink, Ava Acres. ● Nota: 2/5. Categoria: movies. Publicado em 2011-12-04. Texto escrito por Caloni. Quer comentar?