Namorados Para Sempre

Caloni, June 9, 2012

External image

O relacionamento entre Dean e Cindy mostrado pelas lentes de Derek Cianfrance oscila entre o peso da rotina do dia-a-dia e a leveza de quando se conheceram, tudo mais ou menos se equilibrando em um retrato intimista e não-romantizado de como é a relação de qualquer casal na vida real.

Uma fotografia triste, voltada para o azul e a falta de cores quentes, aliada com movimentos de câmera praticamente em close, privilegiam as expressões dos personagens diante de cada episódio de suas vidas e faz com que as atuações de peso de Ryan Gosling (Drive) e Michelle Williams (Sete Dias com Marylin) se sobressaiam ainda mais, nos levando a conhecê-los em suas expressões e diálogos minimalistas e ao mesmo tempo significativos. No fundo, o que esses dois fazem quase todo o tempo é nos fazer crer que aquele casal, apesar dos percalços que a vida geralmente coloca na nossa frente, fazem o melhor de si para levar suas histórias adiante.

Dean é um trabalhador simples que preza pela honestidade e os valores familiares, como podemos notar em um momento que precisa transportar a mobília de um idoso para o asilo. Cindy é uma jovem ambiciosa e que respeita a vida de casada, como podemos ver no esforço que faz para ser uma mãe e em um diálogo revelador com um ex-namorado (e como ela reage depois com seu marido). Aos poucos percebemos a armadilha que ambos acabam entrando, vítimas mais do passado e menos de suas escolhas.

Aliás, respeito é a palavra que resume bem a única postura de Cindy para com Dean, já que todo o grau de intimidade que um jovem recém-casado costuma ter parece inexistente. Por outro lado, Dean é o que mais se esforça para conseguir com que aquele relacionamento vire de fato uma família, como podemos notar na maneira como que se decepciona a cada tropeço de Cindy, seja por ter sido responsável pelo cachorro ter fugido ou pelo modo com que preparou o cereal matinal. No fim das contas, os vemos juntos, mas fica óbvio nos olhares e na dicção de ambos que algo parece que não vai bem, e note como não é necessário que se diga isso verbalmente: a fotografia triste e as atitudes falam em alto e bom som. É com essa capacidade de nos deixar íntimos do casal que torcemos por eles, torcemos para que aquela família dê certo, independente do que houve no passado.

Contudo, o tratamento realista do filme vai aos poucos revelando-nos que as coisas na “vida real” não são tão simples, e que apesar da força de vontade das pessoas, a realidade dos fatos acaba massacrando-as sem dó. É um rolo compressor, um sentimento visceral, que passa por cima das nossas maiores esperanças, construídas justamente pela belíssima entrega que, assim como visto em Antes do Pôr-do-Sol, Gosling e Williams fazem a seus trágicos personagens.

PS: Mais uma vez as distribuidoras brasileiras pisam feio na bola ao nomear esse título com o horrível, incompreensível e oportunista Namorados Para Sempre, um drama intimista que deve ter enganado muitos casais no dias dos namorados daquele ano.

Namorados Para Sempre ● Namorados Para Sempre. Blue Valentine (USA, 2010). Dirigido por Derek Cianfrance. Escrito por Derek Cianfrance, Joey Curtis, Cami Delavigne. Com Ryan Gosling, Michelle Williams, Faith Wladyka, John Doman, Mike Vogel, Marshall Johnson, Jen Jones, Maryann Plunkett, James Benatti. ● Nota: 5/5. Categoria: movies. Publicado em 2012-06-09. Texto escrito por Caloni. Quer comentar?