O Ritual

Caloni, November 2, 2011

External image

Um “noviço” que, desistindo da vocação de padre, resolve dar uma última chance ao seu superior fazendo um curso de exorcismo no Vaticano. Há um diálogo estranho do superior insistindo no rapaz. Com o uso de uma cena forçada do superior causando a morte de uma ciclista, parece que o filme irá jogar suas causas de uma maneira não-orgânica.

O clima de conspiração lembra Anjos e Demônios (a trilha corrida), e eu consigo relacionar quase sem querer a relação dos demônios na terra assim como os terroristas (seu maior poder é convencer que não existe, eled guardam a sete chaves suas identidades). Seu pai e sua família cuidarem de maquiar defunto não me parece motivo nenhum para nada no filme.

Mesmo a premissa mais boba que é difícil conseguir seu nome parece quebrado pela aparente facilidade com que ele consegue no final (e é digno de nota lembrar que o padre luis comentou no início que são necessarios meses ou ano para exorcizar uma alma).

Dando a clara impressão no início sóbrio que, inseguro de si, o filme resolve partir pela apelação (insegurança pelo espectador). Nessa situação, nem Hopkims consegue salvar, pois cada vez mais vítima das cenas grotescas (batendo na menina). Todas as vezes que os detalhes sutis ganham contorno (cena do e se cortando ao fazer barba, menina cortando cabelo ou até mesmo a peça dos sapos) o filme fica interessante. Infelizmente a história cada vez é levada pelo sobrenatural.

Caracterizações nada marcantes, mas a de michael chega a ser patético no exorcismo, nunca conseguindo convencer de suas reais intenções e fraquezas.

O Ritual ● O Ritual. The Rite (USA, 2011). Dirigido por Mikael Håfström. Escrito por Michael Petroni, Matt Baglio. Com Anthony Hopkins, Colin O'Donoghue, Alice Braga, Ciarán Hinds, Toby Jones, Rutger Hauer, Marta Gastini, Maria Grazia Cucinotta, Arianna Veronesi. ● Nota: 2/5. Categoria: movies. Publicado em 2011-11-02. Texto escrito por Caloni. Quer comentar?