Star Wars Episódio I A Ameaça Fantasma

Caloni, May 27, 2011

External image

Quando se mexe com algo sagrado como a trilogia clássica de Star Wars ou alguém está produzindo uma sátira ou essa pessoa é George Lucas. Por mais que os fãs apontem defeitos e/ou sugestões, o Criador da saga sempre teve palavra final. Portanto, não é de se admirar que a nova trilogia comece com seu roteiro, direção, e autoridade.

Porém, autoridade não é sinônimo de competência. Não que o resultado final seja ruim, de fato, mas acaba se tornando reflexo do enorme poder de influência dos filmes anteriores, causando um certo tipo de “empolgação por tabela”.

Aqui temos a história de um evento na República que ameaça Rainha Amidala e seu povo, ao mesmo tempo que um Jedi encontra um menino dotado de capacidades especiais. Ambientada em diferentes planetas, como de costume, e em diferentes contextos, a narrativa mantém um subtexto através de pistas nos diálogos, no movimento de câmera e na música que tentam sempre definir o que está por vir, que é o surgimento de Darth Vader, o personagem mais marcante da trilogia clássica. A tentativa acaba funcionando na maioria dos casos, embora apresente pistas de uma maneiras tão discreta que em um primeiro momento poderia passar despercebido pela maioria dos espectadores, o que é uma pena, pois é esse subtexto que é construído durante a trama que nos remete à história original e que une as pontas entre as diferentes aventuras da saga.

São detalhes que já sinalizam o que vai acontecer, como a música-tema do Império quando Yoda confessa a Obi-Wan Kenobi (McGregor) que teme pelo treinamento de Anakin Skywalker (Lloyd), ou quando os Jedis comentam que os Siths, algo como “Jedis do mal”, costumam andar sempre em pares (um aprendiz e um mestre), no que a própria câmera dá uma pista, uma prova da astúcia de Lucas de implantar pequenas dicas para os fãs mais atentos. E, ao final dos créditos, pode-se ouvir a respiração do personagem já citado.

Porém, algumas construções não foram articuladas o suficiente para nos ausentar de algumas surpresas de roteiro, como o fato de Padme confessar que nunca deixará de cuidar de Anakin, sendo que não havia nenhum laço definido entre os dois que indicasse tamanha intimidade no “relacionamento” entre eles. Mais engraçado é que essa informação remete à nova trilogia, em uma tentativa agora de juntar as pontas nos três novos filmes, algo menos necessário e feito de maneira desajeitada.

Ainda que existam indícios que unem os contextos da série, o fato é que nem sempre histórias, para serem contadas por completo, exigem o conjunto de três episódios. Portanto é compreensível que se entenda o primeiro desses episódios do ponto de vista puramente comercial, pois, se analisarmos em que Episódio I contribui para a saga como um todo, constataremos que quase nada, pois a história é, no máximo, episódica, necessário para apresentar personagens (tal como Superman I), mas como estamos falando aqui de uma narrativa das origens de personagens já existentes por três filmes seguidos, acaba por perder a Força.

Ainda assim, alguns detalhes chegam a ser interessantes, e só. É curioso, por exemplo, notar a diferente postura dos Jedis frente a uma espera durante o conflito (o que por si só representa a postura frente à mesma Força). Ao mesmo tempo, se a intepretação de Ian McDiarmid como senador Palpatine não chega a ser primorosa, é envolvente e misteriosa o suficiente para dar as primeiras pistas de suas reais intenções (o melhor exemplo é seu sorriso disfarçado ao final de uma cena-chave da trama).

Outras cenas são pura diversão, como a corrida de podracers, que faz uma discreta homenagem à corrida de bigas de Ben-Hur.

Star Wars Episódio I A Ameaça Fantasma ● Star Wars Episódio I A Ameaça Fantasma. Star Wars: Episode I - The Phantom Menace (USA, 1999). Dirigido por George Lucas. Escrito por George Lucas. Com Liam Neeson, Ewan McGregor, Natalie Portman, Jake Lloyd, Ian McDiarmid, Pernilla August, Oliver Ford Davies, Hugh Quarshie, Ahmed Best. ● Nota: 3/5. Categoria: movies. Publicado em 2011-05-27. Texto escrito por Caloni. Quer comentar?