Special Primeira Temporada

Caloni, April 26, 2019

External image

Tenho algo a confessar: o piloto de Special mentiu para mim. Pensei que seria uma série de humor negro onde alguém com paralisia cerebral seria atropelado constantemente por um carro. Mas não é. Está mais para um programa preenchendo cota para deficientes. E deficiente no caso físico, emocional e mental.

Nunca é explicado na série o que é realmente um paralítico cerebral, mas a conclusão que chegamos no final é que se trata de uma pessoa que não consegue fazer algumas coisas como amarrar sapatos e embaralhar cartas, mas outras sim, como usar o celular e o computador.

Mas só se o computador usar Windows. Essa série é patrocinada pela Microsoft e usam até a Cortana. Quer pior vergonha que isso?

De acordo com Ryan, sim. Ele fica a temporada inteira mentindo sobre um detalhe que ninguém realmente liga. Atropelado por um carro ou paralítico de nascença, no fundo o único com problemas em aceitar essa condição é o próprio Ryan. E uma série que começa tão bem nas piadas vira um show de autopiedade.

Special se aproxima de outra série Netflix chamada Love, onde toda a trama é tipo um Big Brother do bem e ficção. Os acontecimentos das duas séries em cada episódio são coisas do tipo “agora fulano vai fazer sexo pela primeira vez”, e o que acontece? Ele faz sexo pela primeira vez. “Que legal!”, exclama a única pessoa que achou o plot interessante (o próprio roteirista).

Chega uma que a Netflix pausa e pergunta: “tem alguém assistindo essa série?” (Eles fazem isso quando vc deixa os episódios passando no auto-play). E a resposta é “não, mas pode continuar passando; eu não ligo mais, mas vou escrever sobre essa bosta de qualquer jeito”.

Special Primeira Temporada ● Special. EUA, 2019. Criado por Ryan O'Connell. Com Ryan O'Connell, Jessica Hecht, Punam Patel. ● Nota: 1/5. Categoria: series. Publicado em 2019-04-26. Texto escrito por Caloni. Quer comentar?