12 Macacos

2017-03-29 · 2 · 314

Este ainda é um rascunho publicado prematuramente e está sujeito a mudanças substanciais.

Travelers e 12 Macacos parecem não conseguir compreender todo seu potencial. Enquanto Travelers cria uma “nova ideia” a respeito de viagens no tempo, mantém toda sua estrutura convenientemente sob controle de alguns limites estabelecidos apenas para isso. Já 12 Macacos mancha a reputação do filme homônimo, tornando a viagem no tempo não como um trauma vivido por Bruce Willis, que não consegue distinguir seus delírios da realidade, mas como um processo banal. Algo como ir na esquina.

E no filme de Terry Gilliam o personagem de Willis era um prisioneiro de uma corporação liderada por cientistas que rivalizavam com os nazistas em usar humanos como cobaias para experimentos desesperados de uma tecnologia ainda extremamente arriscada – e sentimos isso no longa, com toda a distorção de câmera, “fades” e trucagens eficientes. Aqui Cole é apenas “o escolhido”, encontrado e trazido para o projeto porque alguém no passado falou seu nome.

A noção de que o passado é imutável é maleável demais, e os personagens não parecem estar realmente se importando com isso. O clima dessas duas séries é muito parecido. Se trata na melhor das hipóteses de um policial disfarçado de algo muito mais empolgante, não conseguindo no processo não ser nem um bom policial nem um bom sci-fi. Para evitar cairmos no marasmo, bobagens como “interferência eletromagnética” é criada, transformando Cole em um lutador que some e reaparece no meio de uma luta.

Ficção-científica boa, já se dizia, é a que faz pensar. E os três primeiros episódios de 12 Macacos já deixa claro que o intuito dos criadores é já deixar tudo mastigado para o espectador, sem a abertura para a poesia trágica, irônica e extremamente dramática da cena-chave do filme original, além do motivo de Gilliam ter pego o curta de onde a ideia veio, La Jetée, e transformar em algo mais. Não, como aqui, em algo menos. Mais do mesmo.

12 Monkeys (United States, 2015). Com Aaron Stanford, Amanda Schull, Barbara Sukowa, Emily Hampshire, Todd Stashwick, Andrew Gillies. · IMDB · Letterboxd · More Details · cinema · draft · series · Twitter ·