A Fera e a Festa

Este é um rascunho e está sujeito a mudanças.

Este filme nos presenteia com uma visão do passado do cineasta que homenageia, Jean-Louis Jorges, cineasta da República Dominicana, e ao mesmo tempo nos faz pensar em cinema não apenas como uma história sendo contada, mas como uma visão muito particular da realidade. Sua estrela é Geraldine Chaplin, que faz Vera, uma diretora em fim de carreira, dirigindo seu último filme por opção e por idade. Todos seus colegas e amigos estão morrendo, e por esta ser a filha de 75 anos de Charles Chaplin o filme já nos diz desde o começo que é uma viagem metalinguística, onde realidade e ficção se misturam.
draft movies cinemaqui