A Greve

2012-04-02

Este ainda é um rascunho publicado prematuramente e está sujeito a mudanças substanciais.

A Greve é um belíssimo ensaio do crítico, montador, diretor, roteirista Sergei M. Eisenstein antes de sua dita obra-prima O Encouraçado Poremkin, do mesmo ano. Digno de nota, porém, é saber que é seu primeiro longa, e já nesse trabalho notam-se as invencionices e montagem usadas de maneiras tão originais quanto a novidade da sétima arte poderia desejar. Rodado sem diálogos, mas com uma trilha sonora que evoca a urgência e a dramaticidade dos acontecimentos, Eisenstein conta a história de uma greve entre operários usando para isso de 6 diferentes estágios, ou historietas, que didaticamente exploram a mente das massas pró-revolução.

Ainda que fosse mestre no drama, o filme consegue extrair momentos cômicos que conseguem aliviar um pouco da tensão que existe em cada milímetro da tela. As sequências insistem em nos mostrar muito além do óbvio, como quando os grevistas são atacados por mangueiras dos bombeiros. Existem momentos verdadeiramente cruéis durante toda a projeção.

link cinema draft movies