A Liga Extraordinária

2012-01-01

Este ainda é um rascunho publicado prematuramente e está sujeito a mudanças substanciais.

O filme pretende contar a história de pessoas que, dotadas de alguma capacidade especial para sobreviver, são reunidos pelo Império Britânico para tentar evitar que seja instaurada uma possível guerra mundial, tentativas de um ganancioso sujeito que usa uma máscara e simula ataque entre nações. Isso na virada para o século XX em uma Era Vitoriana alternativa.

Concebido a partir dos quadrinhos de Alan Moore e Kevin O’Neill, logo no princípio já fica claro que a ideia funciona muito bem em seu universo original, mas que, a despeito do sucesso da adaptação de Watchmen, também de Moore, para as telonas, a direção de Stephen Norrington (criador dos efeitos especiais de dois filmes da série Alien) e o roteiro de James Robinson consegue tornar a história muito confusa para darmos atenção para a suposta trama que se forma com a reunião dos “cavalheiros extraordinários”.

Como fator ainda negativo, os efeitos de encher os olhos quase nunca conseguem ser contemplados pela edição caótica de um verdadeiro discípulo de Michael Bay (Transformers), com planos nunca fáceis de seguir, ou lutas que nos são entregues apenas em fragmentos (de segundos). Porém, talvez esse seja um lado positivo, pois o universo não muito convincente de cidades históricas como Veneza e Londres, que passam por um filtro plástico insosso e sem personalidade, poderiam ficar ainda pior caso as sequências tivessem um pouco mais de ritmo e lógica visual.

link cinema draft movies