A Padeira do Bairro

2020-05-19

Este curta de Éric Rohmer veio de brinde no DVD de A Carreira de Suzane, mas é até bem longo, com 20 minutos de duração. É uma sessão dupla, praticamente, pois com a atração principal tendo menos de uma hora é natural assistir esse em seguida. E ele trata também da análise de mulheres a partir do pensamento de um homem obcecado por uma dama alta e que se veste bem que sempre encontra pelos seus caminhos no bairro. Após o primeiro contato ela some por três semanas, o que faz com que ele desenvolva o péssimo hábito de comer todo dia um doce da padaria da esquina. Se a moça demorasse mais ele muito provavelmente teria engordado muito e ela nem o reconheceria.

Este é um filme que se constrói na tensão da espera. Possui assim como a atração principal um narrador protagonista. E há algumas brincadeiras cinematográficas de Rohmer o suficiente para nos entreter. Como o corte abrupto para acelerar os passos de um homem na rua. Um curta sobre relacionamentos nunca pode ser ruim. Esse tem o jeito de um causo contado por um amigo. Ou seja, delicioso de acompanhar. Como um doce da padaria do bairro quando não temos nada mais o que fazer.

link cinema shorts