A Pervertida

2020-07-11

Divertido e inusitado como Sensual Demais, o filme independente do cara com a lenda de ter o membro grande demais para fazer sexo com sua esposa e por isso se aliviava no milharal, este filme da lenda Tint Brass (Calígula) apresenta a bunda de sua estrela mais vezes do que sua cara, é italiano dublado em inglês, e a maioria das falas são suspiros de tesão.

A Pervertida diz mais sobre as reações de quem assiste ou de quem produz algo assim do que sua própria história, que é trivial justamente para acompanharmos o tratamento que é dado, a forma de narrar esta erótica e inadequada aventura de uma moça que não usa calcinhas. Ela é alérgica e cheia de excitação e chega em uma Londres diferente, sexy, onde as pessoas se excitam em público, no parque, e tudo é muito explícito e natural.

Este é o ponto de vista de uma garota pervertida sobre o mundo, mas seria muito cruel descrevê-la dessa forma, já que você gostaria de morar em um mundo visto por ela, onde a traição é meramente um combustível para mais excitação com o namorado. Sexo é tabu no cinema por um motivo: filmes nos influenciam das mais diversas maneiras. E por isso este é um trabalho perigoso, provocante e obrigatório.

Um Emmanuelle com estilo, com arte e com algo a dizer. Sua trilha sonora sapeca mistura amadorismo com frescor. Sua forma de mostrar a atuação do seu elenco, cheio de cortes com close de partes do corpo, geralmente as íntimas. É muito difícil de julgar este filme pelos critérios que costumamos avaliar. Até porque, sinceramente, quem se importa? Ele é lindo como sua protagonista: solta, cheia de lascívia, fotografada como uma deusa sem formalidades nem peso dramático.

Eu fico estupefato com tantos diálogos que possuem apenas suspiros. Como eles escreveram este roteiro? É uma moça suspirando, e quando ela diz algo pouco importa. Por isso seu rosto também só é relevante quando podemos olhar o close de seus lábios e de sua cara de tesão. Uma atuação inesquecível. Preciso voltar essa fita algumas vezes.

E ela e todos os outros não têm medo de colocar a mão nas partes íntimas uns dos outros. Que filme, meus senhores.

link blog movies