Adú

Wanderley Caloni, escrito para Cinemaqui, 2020-09-26

Adú mistura temas totalmente não-relacionados e ainda espera que o espectador imagine estar vendo um novo Babel, 21 Gramas ou Traffic, onde o drama dos personagens se cruzam e no final vira aquela mensagem de "estamos todos conectados". Infelizmente o máximo que ele consegue é nos fazer ver como o roteiro é mal feito. A história gira em torno de personagens que irão se encontrar direta ou indiretamente com a figura de Adú, uma criança de uma pequena vila em um pequeno país na África que começa sua jornada de refugiado precoce quando sua família vira vítima de uma máfia local caçadora de elefantes.
movies reviews cinemaqui