American Horror Story Season 5

2020-07-15

A maior virtude de AHS é sua direção de arte. Existe um desafio na série em conseguir agradar os diferentes fãs de terror, seja gore, sobrenatural ou dramático. E o figurino, a fotografia e o design de produção conseguem captar uma essência genérica o suficiente para que todos se sintam representados e única o suficiente para essa ser A temporada sobre hotéis tenebrosos. Com um tom pesado o suficiente para existir vampiros na trama e ainda acharmos isso relevante ou novidade, a relação entre sexo e vampiragem surge espontânea e orgânica com a aparição de Lady Gaga nesse papel. E Kathy Bates continua pegando personagens presas em sua própria maldição. Além disso, a aparição de Sarah Paulson continua sendo esse misto entre melodrama e impotência em dirigir a própria vida. Há um clima dúbio no ar que só consegue se manter graças à direção video-clipe e às participações do elenco tradicional. Além do novo integrante, um detetive que parece sugerir fazer parte de uma linha do tempo paralela. A seleção de músicas como sempre é ótima. AHS arrisca pouco desde seu debut, mas se mantém sólido, o que já é muito se comparada ao que se faz com as outras pobres e maltratadas séries por aí.

link cinema series