Amores Brutos

Iñarritu cria uma poesia cinematográfica que eleva a linguagem. O filme não tenta em nenhum momento ser espertinho pelas suas técnicas narrativas, e quase nunca conseguimos apontar um detalhe feito apenas pela virtude técnica, ou seja, para se mostrar. No entanto, do começo ao fim a narração é só virtude. É uma montagem tensa que segue um roteiro fluido que relata sensações de vidas que poderiam ser reais sem se preocupar em manter um discurso ou erguer uma bandeira. Ele nos mantém nesse barco por tempo o suficiente para não querermos mais sair antes do final. Eis o cinema que os grandes diretores gostariam de fazer sempre, mas muitos são atrapalhados pelo próprio ego. Este diretor mexicano o fez e esmigalhou seu orgulho de ostentar técnicas de filmagem (que possui) e controle do elenco, sacrificando uma suposta autoria (para os que acreditam em cinema de autor) pelo bem da sétima arte. E o resultado compensou para nós, amantes da sala escura.

Wanderley Caloni, 2022-06-19 14:32:14 -0300

reviews movies discuss