Analogicamente perfeito

2010-05-19 · 2 · 258

É possível explicar tudo no mundo da informática através de analogias? Pela minha singela experiência de professor informal, eu acredito que sim. Durante esses dois anos, explanei diversos assuntos e, em todos eles, difíceis ou não, consegui um certo grau de sucesso graças ao uso de metáforas e parábolas.

De memória (ou buscando no meu blogue) consigo lembrar alguns tópicos e a forma como os expliquei. Em alguns até fiz um artigo sobre o assunto:

  • Ponteiros 16 bits: rua e número de uma casa.
  • Typedefs: apelidos para nomes de pessoas.
  • Depuração: a ciência médica de House.
  • Passagem de argumentos por valor e por referência: e-mails com anexo e com linques.
  • Ponteiros: armário de gavetas.
  • Programadores: programadores de verdade não usam Java (brincadeira).
  • Agendamento de threads: guichê de CPUs.
  • Seções críticas: fila de threads dentro de uma sala.
  • Funções com retorno booleano: o dedo polegar dos romanos.
  • Pilha: uma pilha, só que de pratos e não bytes.
  • Binário: bichos-preguiça contando com seus únicos dois dedos.
  • Tipos: uma forma de bolo que só faz bolos com um único formato.
  • Definições x declarações de variáveis: hardware e software; OK, podemos chamar esse de meta-analogia =)
  • Depuração 2: séries de investigação forense como CSI.

Acredito ser essa a melhor forma de desmistificar esse pequeno mundinho que parece incompreensível aos outros mortais. Até porque tudo que é criado no mundo dos computadores são abstrações do mundo real, que por sua vez são abstrações da mente humana.

É por isso que sempre digo que ciência da computação é uma arte-ciência da área de humanas.

· blog · essays · Twitter ·