Antes do Amanhecer

2011-12-04

Este ainda é um rascunho publicado prematuramente e está sujeito a mudanças substanciais.

Os personagens de Jesse e Celine são adoráveis desde o começo, e é agradável vê-los conversando sobre temas tão universais e constantemente abordados por casais que nós mesmos formamos na vida. O mais interessante, porém, é a forma natural e (aparentemente) despropositada que o roteiro e direção de Richard Linklater nos apresenta seus personagens, criando mais ou menos um pacto com o espectador, que aceita aquela situação em prol da poesia e da mágica daqueles momentos.

Contudo, é preciso notar que a história nunca tira o pé do chão, e tanto os diálogos quanto os acontecimentos daquela noite são tão verossímeis quanto se acontecessem com o próprio espectador. Dessa forma, o filme cria uma cumplicidade mais forte ainda entre o casal e nós mesmos, tomando as rédeas completamente e nos levando para onde quer que Jesse e Celine nos levem. Da mesma forma, assim como o casal, nós mesmos também desejamos que esse momento nunca acabe, apesar de sabermos restar pouco tempo.

E por falar em tempo, o ato mais notável da direção/montagem é fornecer indícios de passagem temporal que nos permitam contar o ritmo do dia de maneira inquestionável, o que, mais uma vez, aumenta o realismo (pois fornece pistas confiáveis para o espectador).

Não poupando-nos do realismo nem em seu doce final, Linklater ainda flerta com uma possível continuação, não sem fechar o arco aberto nesse filme, e nem fechando essa possibilidade por completo.

link cinema draft movies