Arca Russa

2011-03-28

Este ainda é um rascunho publicado prematuramente e está sujeito a mudanças substanciais.

Arca Russa é uma experiência que, como cinéfilos que somos, devemos assistir para aprender o que uma técnica como o plano-sequência consegue em termos de narrativa.

Como seres humanos, contudo, é fato que muitos poderão (e irão) achar essa experiência um verdadeiro porre.

Rodado de maneira a não apresentar cortes ao espectador, o que na prática constituem dois desafios distintos: 1) conseguir, de fato, apresentar essa sensação, mesmo que algumas cenas tenham que ter sido unidas artificialmente na edição e, 2) não tornar o filme um exercício de estilo, somente, e conseguir de fato contar uma história plausível dentro da técnica proposta.

No caso de Arca Russa, perdoem-me os críticos de verdade, apenas o primeiro elemento é digno de nota, sendo que, em minhas limitações de observador, pude apenas observar um ponto de ligação entre as ininterruptas sequências do longa, e, revendo com mais cuidado uma série de vezes, pude me deliciar com a verdadeira obra de arte que foi fazer esse tipo de ligação.

Atrevo-me, até, a tentar ver mais vezes esse delírio cinematográfico contado em forma de sonho.

link cinema draft movies