Better Call Saul S04

2018-10-26 · 2 · 249

Este ainda é um rascunho publicado prematuramente e está sujeito a mudanças substanciais.

Better Call Saul em sua quarta temporada segue o mesmo formato de todas as anteriores: é uma novela porque se estende demais – as regras um pouco degastantes de uma série – mas entrega o que promete mais uma vez: um protagonista um pouco mais próximo de se tonar o Saul Goodman que todos nós conhecemos de Breaking Bad.

Após a morte de seu irmão Jimmy McGill perde sua licença para advogar por um ano, e nesse tempo a história segue um caminho que eu sinceramente não esperava, mas que é uma das virtudes da série: ela mostra o dia-a-dia de seus personagens e como fazem para progredir passo-a-passo. E isso não é entediante, pois já adoramos esses personagens!

Isso porque qualquer um, até Gale, o químico habilidoso e um pouco empolgado demais para o gosto de Gustavo Fring, é um personagem bem desenvolvido na série. Todo cuidado para ser fiel à atmosfera de Breaking Bad se segue, e o criador Vince Gilligan deixa até a volta dos gêmeos Salamanca como um tapa na cara dos fãs mais críticos (como eu). Funciona melhor que na segunda temporada de Breaking Bad.

Mas o que realmente funciona são, para variar, os dois episódios finais da temporada, que concluem mais um passo no personagem e que de brinde coloca novamente exposto a moral totalmente distorcida desse anti-herói, quando ele manipula sentimentos de todos em volta, incluindo sua companheira mais fiel. Momentos fortes quando nos identificamos tanto com essas pessoas tão bem construídas.

Better Call Saul (United States, 2015). Com Bob Odenkirk, Jonathan Banks, Rhea Seehorn, Patrick Fabian, Michael Mando, Michael McKean. · IMDB · Letterboxd · More Details · cinema · draft · series · Twitter ·