Café Verde Torrado em Casa

Passei duas horas depois e ficou bebível, mas há um amargor que preciso entender se é erro na torra, do gás carbônico que dizem que fica nos primeiros dias ou do próprio café. No dia seguinte o resultado ficou muito melhor, bem doce e intenso. Fiquei empolgado para experimentar conforme os dias passam.

2022-02-23 Mais duas sessões de torra, uma seguida da outra. Fiz uma mais clara que a primeira e outra mais escura que a primeira. Não tomei nenhuma das duas no primeiro dia, pois sinto que o gás carbônico realmente impregna nas primeiras horas. Hoje a torra clara me decepcionou, mas era quase esperado. O café não tem toda essa qualidade e não teve os grãos escolhidos a dedo para conseguir uma consistência no resultado final, o que me deu aromas e sabores vegetais, alguns quase que crus, e um amargor não muito agradável. Já a torra mais escura me convenceu que este é o melhor caminho para café de baixa qualidade, o que de certa forma me faz pensar que este é de fato o método da Starbucks para produzir café em grandes quantidades e ainda ser delicioso. A torra escura esconde bem os defeitos do grão e traz aromas e sabores mais intensos, e um adoçicado que é uma grata surpresa, contrariando o senso comum que uma torra escura seria mais amarga. Muito pelo contrário. Há um amargor, mas é aquele amargor que o café tem de bom.

2022-02-25 Está comprovado agora: a partir do segundo dia as torras ficaram bem mais agradáveis. O sabor mais adocidado e com menos amargor "ruim", aquele que não faz parte nem da torra nem do café. No caso da torra escura, no segundo dia após a torra a intensidade é inebriante. As notas que lembram frutos de inverno ficam mais realçadas e o amargor é o "bom", o que faz parte da bebida. Note que não estou falando de um grão gourmet colhido por freiras virgens nos montes sagrados do Sul de Minas. É um café verde bem irregular o que comprei em Poços, e mesmo assim é possível apreciar essa bebida que, sim, fica irregular em alguns momentos, mas no geral está bem acima do pó de mercado. Já a torra clara perdeu essa sensação de "cru" do primeiro dia após a torra (23), mas o resultado da bebida ficou sutil demais IMHO (mas há quem goste). O objetivo era comprovar que torras claras podem, sim, ser produzidas a partir de grãos toscos de mercadão.

2022-03-05 Mais uma comprovação bem-sucedida. Depois de mais de uma semana da torra os grãos estão equilibrados da mesma forma. Vai se perdendo já um pouco do frescor, mas o sabor do café é agradável e as torras continuam demonstrando as mesmas diferentes sensações entre a escura e a mais clara (ainda acho sutil demais, mas agradável).

Wanderley Caloni, 2022-02-15 22:29:13 -0300

blog coffee discuss