Caldo Verde

Havia feito um caldo essa semana que me fez pensar que essa receita de colocar muitos embutidos junto de batata cozida e amassada não é tão bom. O resultado é azedo e um pouco insosso. Então testei um novo método que acredito ser o melhor resultado até então.

Você vai comprar um pouco de costelinha suína, aquela com um ossinho, e deixar de molho misturado com alho picado, pimenta e sal. Depois de apurar o sabor você pode fritar as laterais das costelinhas colocando-as na superfície de uma panela quente até ficar com uma corzinha e com o fundo levemente tostado. Enquanto isso descasque e corte em pedaços médios algumas batatas.

Agora é hora de picar uma cebola e misturar. A cebola absorve esse queimado da panela. Depois que a panela secar de novo pode jogar as batatas. Depois de misturar um pouco despeje água quente até cobrir e coloque na pressão por uns 20 minutos para amaciar a batata.

Depois coloque as batatas no liquidificador, use a função pulsar apenas para desmanchá-las, e de volta para a panela comece a apurar o caldo. Fatie bem fininho a couve-manteiga e dê um susto com água fervente (você ferve a água e joga por no máximo um minuto a couve já fatiada). Se quiser dar a cor esverdeada ao caldo pegue um punhado de couve já sustada e bata rapidamente no liquidificador com uma colcha ou duas do caldo. A couve restante vai ser colocada após apurar o caldo e desligar o fogo. A gosto.

Para resgatar o sabor original do caldo você pode separadamente fritar alguns embutidos, como paio, calabresa, bacon, em pequenos pedaços, e colocar no caldo já apurado. Isso irá trazer um pouco do sabor original do caldo verde, mas não precisa lotar de embutidos.

O resultado final é um caldo que lembra carne por causa de ter apurada a batata com a costelinha frita, mas também com os embutidos que trazem o sabor original. Depois de anos fazendo essa receita esse é um dos melhores resultados.

Wanderley Caloni, 2022-06-04 12:50:05 -0300

blog recipes discuss