Caminhos Magnétykos

Wanderley Caloni, escrito para Cinemaqui, 2018-10-22.

A esquerda política está bêbada e isso é ótimo. Em Caminhos Magnétykos a mistura de emoções através de uma distopia opressora nos oferece uma viagem extra-sensorial pelas perdas do passado e a esmagadora realidade do presente. Essa é a forma artística de uma ideologia conseguir se lamentar e se perguntar: onde foi que erramos? A história segue as lamentações de seu herói, Raymond Vachs (o ótimo Dominique Pinon), um artista francês fracassado que testemunha o casamento da filha com um magnata da Nova Ordem (mundial?
draft movies cinemaqui discuss