Carros 2

2011-07-20

Este ainda é um rascunho publicado prematuramente e está sujeito a mudanças substanciais.

O ponto mais forte no longa original eram as ideias por trás do conceito de carros se comportando como humanos. E até os pequenos detalhes de produção, como o fato dos mosquitos voando serem pequenos carrinhos com asas, contribuíam para tornar aquele universo todo especial.

Dessa vez o que temos é uma história centrada no personagem Mate, o caminhão-reboque que virou melhor amigo do Relâmpago McQueen e que agora se sente deslocado em relação ao amigo e os ambientes requintados que ele frequenta em suas corridas pelo mundo.

Sim, é uma história batida. E, pior, cheia de clichês. E clichês que não funcionam como deveriam. O que resta são as piadas do Mate, sempre recheadas com a divertida dublagem de Mário Jorge, que aqui arrisca algumas expressões regionais e contemporâneas que podem prejudicar o filme a longo prazo, mas que nos cinemas de hoje funcionam muito bem.

O fato é que apenas com a dublagem de Mate o filme é divertido do começo ao fim, mas como filme, não chega nem a desafiar os roteiros menos brilhantes que a Pixar já teve ao longo desses 25 anos.

link cinema draft movies