Easy Rider

2020-06-01

O conto de fadas dos motoqueiros liberais americanos que se meteram em negócios com drogas nos estados americanos conservadores. Um Thelma e Louise masculino. Produzido e atuado por Peter Fonda, escrito e atuado por Dennis Hopper, este road movie independente de baixo orçamento apresenta “lindas paisagens” do deserto americano e se leva a sério demais, em uma ode aos tempos simples, que nunca existiram, em que os homens deixavam de brigar por dinheiro, ou o que quer que existisse na época, seja poder ou valores morais.

“Eles falam e falam sobre liberdade individual, mas quando vêem um indivíduo livre como você morrem de medo.” Uma das melhores falas do filme é de Jack Nicholson, em rápida participação. Ele será morto a pauladas por red necks e os outros dois não conseguirão sair da última cidade que ousaram passar com seus lonos cabelos. Apesar de ostentar a bandeira americana cabelos longos são demais para essas mentes atrasadas do sul.

Em cada cenário uma música nova. Em cada cena há tanta naturalidade que não existe roteiro. Este é um filme dirigido sem pressão, ao ponto de não nos importarmos com ele. Também não compramos a briga na história. Deixem o Fonda se divertir com seu filminho de férias. Os ricos também podem sonhar. Essa viagem lúdica e subjetiva você tem que sentir para entender. Pegue, fume um pouquinho este que eu enrolei. E viva a “liberdade”.

link cinema movies