Ecos

Ecos pode ser muito chato para algumas pessoas e fascinante para outras. É um filme feito de pequeníssimos momentos que não significam nada sozinhos, mas que pela sua soma geram uma sensação de existência. E é bom existir. A proposta do diretor Rúnar Rúnarsson é capturar cenas de sua terra natal, a Islândia, nas semanas de Natal e Ano Novo, e quando eu digo capturar tanto pode a vida real sendo filmada ou uma dramatização de momentos possíveis.

Wanderley Caloni, escrito para Cinemaqui, 2019-10-22 00:00:00 +0000

reviews cinemaqui draft movies discuss