Feel Good

É comum comediantes de standup compartilharem suas histórias de vida de uma maneira cômica. Os melhores de uma maneira tragicômica. Porque, convenhamos, trazer o melhor da comédia exige dor e sofrimento. E se alguém tem que sofrer nessa história que seja o comediante.

Feel Good transforma a história de vida de Mae Martin, comediante de standup canadense, em uma série curta com piadas e situações rápidas que faz o tempo passar gostoso. A série escrita por ela foca em seu trauma de infância e como ele se desenrolou ao longo de anos como um vício em drogas e em depender dos seus relacionamentos. A série também aborda a questão bem atual de identidade de gênero, mas com um tom muito mais divertido e absurdo do que você costuma ouvir por aí. Dá gosto de explorar o tema na maioria dos momentos em que ele é engraçado e você logo esquece dele quando o assunto fica sério, o que é um ponto positivo para a série, que mantém o foco em fazer rir em sua dinâmica primeira temporada.

Já na segunda a série enxerga que é necessário levar a sério o trauma da protagonista e viaja um pouco nessa questão, embora não fique tão pesado quanto poderia ser. Outro tema atual surge, os cancelamentos e os escândalos de assédio sexual no show business, mas mais uma vez o roteiro de Mae acerta em lançar mais perguntas do que entregar respostas.

Feel Good é uma boa surpresa na comédia de streaming por ser leve a respeito de temas que são tratados de maneira pesada. Torna nossa visão de mundo mais clara e nossa vida mais alegre. Nunca é demais rir das desgraças da vida.

Wanderley Caloni, 2022-04-24 12:21:53 -0300

reviews series discuss