Hálito Azul

Este é um rascunho e está sujeito a mudanças.

A peça de Raul Brandão, escritor português, inspira um cineasta da região de Açores, Rodrigo Areias, a documentar uma vila de pescadores portugueses de onde veio sua família, e como consequência somos brindados com Hálito Azul, onde a poesia, a cultura, a religião e a ecologia do local, não são perdido no tempo, mas transformado em algo a mais. Esse algo a mais escapa do autor e diretor, mas por muito pouco, pois ao nos mostrar a vida dos pescadores como protagonistas de sua vida e encenar momentos belíssimos dentro e fora do mar o filme já mergulha em uma simbologia rica em detalhes visuais, restando desenvolver suas histórias.
draft movies cinemaqui