Interiores

O trailer de Interiores é uma série de cenas intercaladas com frases da crítica especializada aclamando o último trabalho de Woody Allen como uma obra-prima. A ironia é saber que no único diálogo do filme que se fala sobre o assunto a conclusão é que os críticos estão prontos para tecer elogios ao medíocre e receosos de abraçar artistas que realmente se arriscam em tentar algo novo.

Bom, esta não é uma comédia de Allen. Sua direção nos sufoca em incessantes cenas internas que discutem a condição humana com o óbvio corolário de que não podemos sair dela. Exceto olhar pela janela uma vez ou outra, na esperança de que o mar nos traga boas novas.

Não é um filme fácil. Sua inexistente trilha sonora nos joga para o silêncio ensurdecedor de diálogos dessa família que vive o clichê de serem muito iguais, mas não exatamente. Então há uma rixa interna de relacionamento entre as três irmãs e cunhados acerca do impulso criativo de toda a família, de sangue ou não, e a inevitável cisão de mãe e pai é o epicentro dos rancores aflorados.

Esta seria uma ótima peça de teatro, mas a direção nos entrega uma intimidade impossível de atingir no palco. Então não são apenas os diálogos, muitas vezes brilhantes, outras um pouco de mais, outras um pouco de menos, faltando lustre. Nenhuma fala é desinteressante. As piores apenas não estão no contexto do filme, e soam soltas. Poderiam estar em outros trabalhos do roteirista.

Wanderley Caloni, 2021-09-03 21:53:04 -0300

reviews draft movies discuss