Invasores

2014-01-11

Este ainda é um rascunho publicado prematuramente e está sujeito a mudanças substanciais.

Esse roteiro é tão bom que costuma ser produzido de 20 em 20 anos para montar uma alegoria da sociedade de sua época. Esse remake mais novo com Nicole Kidman e Daniel Craig é a terceira encarnação do romance de Jack Finney para a telona. A história dos humanos zumbificados e coletivizados a partir da recodificação do seu DNA pode representar ecos de um mundo pós-conflito com o Oriente Médio e/ou nações asiáticas, onde o grupo é mais forte que o indivíduo, desde que não seja o líder. Note que não há líderes entre os invasores alienígenas e vai perceber que essa minha viagem pode ter fundamento. Além, é claro, da questão sobre a paz mundial.

Dirigido com vigor por uma dupla de diretores experientes, o filme consegue a partir de uma simples premissa (ônibus espacial explodindo no espaço) apresentar aos poucos, através de pequenas pistas visuais, incutir o sentimento de “tem alguma coisa errada e ela está piorando”. Quando chegamos no ponto em que a personagem de Nicole Kidman começa a correr para todos os lados, já não dá mais para ignorar. Ação e suspense interligados através do drama entre mãe e filho.

Ironicamente o seu original fazia uma parábola ambígua entre comunismo e macartismo. Vale a pena a conferida pelo charme desse filme B.

link cinema draft movies