Mães Paralelas

Um Almodóvar com toda a pompa e universo almodovariano sobre bebês trocados no nascimento e uma Penélope Cruz imersa e no meio de diferentes pontos de vista. Essa tensão entre os personagens é rica como de costume, mas o terceiro ato se infla de uma importância que se perde depois da revelação final, que não é impactante nem catártica. Fica a novela, mas o pano de fundo histórico e até talvez político não se torna o personagem oculto antes de se mostrar como um mero detalhe contratual da produtora Netflix, incentivadora desses assuntos.

A opinião de Almodóvar está sonora e clara em uma fala de uma personagem que passa batida. Ela diz que gostaria muito de ser atriz, mas começou tarde e seu jeito burguês não facilita. "Todos que trabalham no ramo são de esquerda. Eu sou apolítica. Gosto de mostrar meu trabalho para todos."

Nós entendemos, senhor diretor. Mas como sem agenda política não tem dinheiro o filme, que nem precisaria ter fundo político, vem vilipendiado, e longo demais da conta.

Mas ele é bem feito, possui todos elementos que os fãs do cineasta irão se identificar. E é isso que importa afinal de contas. São tempos em que a arte importa menos que o discurso e a afirmação do ego dos que assistem.

Wanderley Caloni, 2022-02-22 21:30:08 -0300

reviews movies discuss