O Paraíso Deve Ser Aqui

Este é um rascunho e está sujeito a mudanças.

O diretor palestino Elia Suleiman encontrou uma maneira divertida de mostrar ao mundo as diferenças da visão de um cineasta do resto de nós, mortais. Em O Paraíso Deve Ser Aqui ele próprio é o protagonista, vestido como costuma se vestir, e observa da varanda de sua casa as situações do dia-a-dia, mas que através de suas lentes saem muito mais atípicas do que estamos acostumados a interpretar. A brincadeira segue uma dinâmica simples: vemos Elia obervando algo à sua frente enquanto está sentado na calçada de uma cafeteria, ou em sua casa, ou no portão de sua casa ou, na segunda metade do longa, viajando por Paris e Nova York.
draft movies cinemaqui