Okja

Este é um rascunho e está sujeito a mudanças.

Este é o primeiro filme vendido de Joon Bong Ho. Comprado por justiceiros sociais, onde se inclui aí o veganismo insalubre, o diretor coreano se fez conhecido pelo excepcional O Hospedeiro, onde une drama e comédia em um trabalho que escancara os exageros teatrais dos filmes-catástrofe ao mesmo tempo que desenvolve um drama intimista familiar. Entregando sempre filmes tensos que revelam mais camadas por trás das que já conhecemos nos gêneros que explora, há momentos de belíssima composição em Okja, um filme ecologicamente correto e didaticamente errado que consegue nos divertir enquanto deixa de levar a sério todos os grupos de interesse que lutam por seus ideais, e que começa a desabar no exato momento em que resolve tomar um lado, descartando as fascinantes e hilárias interpretações do mundo contemporâneo em troca de dinheiro e fama. A mensagem que finaliza Okja já não faz pensar nem divertir. Apenas lamentar por mais um talento que Hollywood coloca no bolso.

draft movies