Os Amores de Uma Loira

A história começa tenra. E fofinha. Duas garotas na cama conversam sobre um crush. Ela, a loira, mostra a foto dele para sua amiga. Seus olhos brilham. Estamos em um pós-guerra em uma região da Tchecoslováquia onde há 15 mulheres para cada homem.

Essa união entre o romântico e o pragmático é o coração dessa comédia de costumes dos anos 60. Dirigido por Milos Forman (Amadeus), o toque humano está em cada comentário espirituoso, mas é nos detalhes da direção que constatamos o quão próximo estamos da vida real nesse filme preto e branco.

A sequência que irá fazer você desabar é o baile dos reservistas. Chega um trem lotado de velhos e as garotas querem dançar. E começa um flerte dos mais juvenis entre esses homens casados que estão longe de casa há muito tempo. As garotas querem dançar, claro, mas não topam qualquer coroa.

O ritmo cômico de toda essa sequência é o que nos aproxima desse material humano, sincero e fofinho. A história continua e sequer percebermos que se trata de um roteiro. É nos momentos sem graça que a arte se aproxima da vida como ela é. Que micro declaração de amor pela vida, pelo amor e pela juventude.

Wanderley Caloni, 2022-03-17 22:52:17 -0300

reviews movies discuss