Primeira crítica da História: Maxim Gorky, Rússia, junho de 1896

Na noite passada, estive no Reino das Sombras. Encontrava-me no Aumont e vi o cinematógrafo de Lumière: trata-se de fotografias em movimento. A impressão extraordinária que o aparelho consegue criar é de tal forma singular e complexa que chego a duvidar da minha capacidade de descrevê-la em todas as suas nuanças... Parece trazer em si um prenúncio vago e sinistro, que faz emorecer o coração. A gente esquece onde se encontra. Imaginações estranhas invadem a mente, e a consciência vai-se desvanecendo. Repentinamente, ao nosso lado, ouve-se a alegre e tagarelice de uma mulher e sua risada provocante... e lembramo-nos de que estamos no Aumont, no Charles Aumont. Mas como, com tantos lugares que existem, foi exibida aqui esta notável invenção de Lumière, que atesta mais uma vez o poder e a curiosidade da mente humana, sempre procurando solucionar e abarcar tudo. (...) Estou convencido de que estes filmes logo serão substituídos por outros de um gênero mais adequado ao espírito geral do Concert Parisien. Passarão a ser exibidos filmes intitulados, por exemplo, Quando Ela se Despe ou Madame no Banho ou, ainda, A Senhora de Meias.

Wanderley Caloni, 2021-10-16 12:38:13 -0300

blog quotes movies discuss