Rosas Selvagens

2018-10-11 · 2 · 416

Este ainda é um rascunho publicado prematuramente e está sujeito a mudanças substanciais.

Wild Roses é uma combinação perigosa e sutil entre a defesa da liberdade da mulher e as regras rígidas e sem sentido da religião católica. Quer dizer, algo mais ou menos nessa linha, porque a sutileza do roteiro e atuações nos mantém sempre pouco atentos para o que o filme realmente quer dizer. Trocando em miúdos: é um filme que desperta o desinteresse pela sua heroína. Iniciando com um mistério em torno de sua visita ao hospital, onde não sabemos se ela possui uma doença grave ou grávida (e se for a segunda opção, se fez um aborto ou entregou o bebê), essa mãe de duas crianças é hostilizada pela mais velha, que possui problemas de temperamento e claramente nunca aprendeu limites com sua mãe, além de soltar as observações mais perspicazes do filme inteiro.

A crítica completa foi escrita para o site CinemAqui. Você deve encontrá-la pesquisando por lá.

Wild Roses (Poland, 2017). Dirigido por Anna Jadowska. Escrito por Anna Jadowska. Com Marta Nieradkiewicz, Michal Zurawski, Natalia Bartnik, Dominika Biernat, Alina Chechelska, Bartlomiej Firlet. · IMDB · Letterboxd · More Details · cinema · draft · movies · cinemaqui · Twitter ·