Sem Sol

Wanderley Caloni, 2020-04-26.

Sem sol e sem sentido. Este longa de Chris Marker é sobre um francês enxergando o mundo à sua maneira: injusto e caótico. A única coisa que ele não enxerga é o tamanho da pretensão na cabeça de um francês.

A parte do mundo que ele se concentra é o Japão, em que o filme estrutura uma narrativa de cartas de um estrangeiro de passagem por lá. Nós vemos as imagens e escutamos a narradora, mas não ouvimos de fato, pois o texto é confuso e não diz nada com nada.

Inflado por ter um dos seus filmes, La Jetée, ter sido escolhido como um dos melhores filmes de todos os tempos consecutivas vezes, Marker não entende o nível de besteiras que ele coloca na boca de sua narradora, pois as próprias imagens que ele exibe são igualmente bobas.

Um completo lixo para ser descartado sem um pingo de remorso.

movies discuss