Sussurros do Coração

2020-05-04 · 1 · 212

Este ainda é um rascunho publicado prematuramente e está sujeito a mudanças substanciais.

Difícil um japonês cantar “Country Roads”, mas o resultado vale todo o esforço. E a dedicação que essa menina tem para escrever ficção eu não tenho para não-ficção. Mas ela está aprendendo, e na cultura japonesa você deve dominar o que pretende fazer em sua vida.

Assim como todo o esforço dos estúdios Ghibli de animação, nessa história que se passa no Japão com uma música-tema americana, mas narra um romance universal. Não é um filme apenas de romance, mas de valores. Ele ensina que o caminho a ser percorrido para voltarmos para a nossa Terra Natal é árduo, mas vale cada milha. Essa é uma metáfora da auto-descoberta.

A necessidade de auto-referenciar outras obras é por causa da internacionalização dos estúdios. Esse talvez é o filme mais o ocidental até agora. Há momentos que a estrada muda de lado e o livro se vira pra direita. É o estúdio japonês se vendendo lá fora, mas ainda de uma maneira artisticamente ambiciosa, não ao modo Shinkai.

Os detalhes de caracterização dos personagens lembra a dedicação nos detalhes do imperdível Memórias de Ontem, mas com roteiro mais formulaico. É sempre um prazer ver paisagens e ambientes recriados pela equipe. Eles são perfeccionistas técnicos, mas o mais importante, o coração, não fica de fora.

Whisper of the Heart (Japan, 1995). Dirigido por Yoshifumi Kondô. Escrito por Hayao Miyazaki, Aoi Hiiragi, Cindy Davis. Com Yoko Honna, Issey Takahashi, Takashi Tachibana, Shigeru Muroi, Shigeru Tsuyuguchi, Keiju Kobayashi. · IMDB · Letterboxd · More Details · cinema · draft · movies · Twitter ·