Windbg Everywhere 2022-06-09 [code] [windbg] Usando WinDbg em situações onde não há Visual Studio Com essa premissa me vem à mente os seguintes cenários: Não é possível instalar Visual Studio Só copiar a pasta onde está rodando o windbg.exe. Arquivos de dump muito grandes Processo que capota consumindo o mundo de memória. Cópia de arquivos em alguns ambientes demoraria séculos. Processos que não podem parar Bug raro de acontecer e se parar o processo já era.
Aprendendo rapidamente conceitos essenciais do WinDbg 2008-05-23 [code] [windbg] Todo o poder e flexibilidade do pacote Debugging Tools da Microsoft pode ser ofuscado pela sua complexidade e curva de aprendizagem. Afinal de contas, usar o depurador do Visual Studio é muito fácil, quando se começa a usar, mas mesmo assim conheço muitos programadores que relutam em depurar passo-a-passo, preferindo a depuração por meio de "MessageBoxes" ou saídas na tela. Imagine, então, a dificuldade que não é para quem conseguiu às duras penas aprender a tornar um hábito a primeira passada do código novo em folha através do F10 começar a fazer coisas como configurar símbolos e digitar comandos esdrúxulos em uma tela em modo texto.
Kernel Mode >> User Mode, ou Como Fazer Debug de User Mode pelo Kernel Mode usando WinDbg 2008-05-13 [code] [windbg] Existem algumas situações onde um depurador WYSIWYG é artigo de luxo. Imagine o seguinte: temos um serviço que inicia automagicamente antes do login do Windows, e possivelmente antes mesmo do ambiente gráfico. Esse serviço tem algum problema que impede que ele funcione sob as circunstâncias de inicialização do sistema. O que fazer? Atachar o WinDbg no processo? Mas que mané WinDbg? Que mané atachar? Nessa hora nós temos bem menos do que nossos sentidos são capazes de enxergar.